PSICOLOGIA ANALÍTICA

O que é psicologia Analítica?

 

O fundador desta teoria é Carl Gustav Jung, que utilizou de suas experiências psiquiátrica, alquimia, mitologia e religião. A partir de suas observações sobre o seu mundo interno  foi possível se aprofundar em seus conceitos.

 

Em 1900 Jung foi trabalhar na clínica Psiquiátrica Burgholzli, onde desenvolveu o conceito de associação de palavras para a contribuição em seus diagnósticos, pois para Jung cada paciente é visto como um sujeito único que, tende a passar pelo o processo de análise de forma exclusiva, sendo assim não tendo uma idéia já pré-formulada do que é o certo para todos, mas sim uma construção entre o psicólogo e o paciente frente as suas questões.

 

Em sua jornada, Jung entrou em contato com as obras de Freud o que, lhe permitiu em um primeiro momento compartilhar de algumas idéias através de troca de cartas e de encontros, porém existe um rompimento nesta amizade por divergências sobre a forma que, ambos entendiam sobre o inconsciente. A partir deste momento Jung passa por um período de insegurança que, lhe rendem diversos sonhos e imagens que, foi possível através deste material trabalhar para que, ele mesmo não adoecesse com todo esse conteúdo, assim foi se dando o nascimento da psicóloga da Analítica e a forma como Jung vai entender o inconsciente como coletivo e pessoal e vai trabalhar durante o processo as formas de expressões deste inconsciente através de sonhos,imagens e desenhos.

 

Porque procurar a psicologia analítica?

 

A psicologia analítica visa o autoconhecimento do paciente durante o processo, desta forma é possível que,  esta terapia traga benefícios em todas as áreas da vida do sujeito, como também permite que, ele trabalhe melhor suas habilidades,  nos campos pessoal, profissional ou escolar.

 

O intuito é que durante esse processo o sujeito vá apreendendo formas de se auto gerenciar, sendo possível lidar de melhor forma com as divergências que irão aparecer ao longo de suas vidas.

 

A psicologia analítica busca uma comunicação do consciente com o inconsciente do cliente para que, seja possível integrar conteúdos do primeiro no segundo. As ferramentas de contribuição do psicólogo são técnicas expressivas e análise de sonhos, para que, haja uma transformação no olhar deste paciente e ele possa ter a sua maneira mais clara de visão sobre si e o mundo.


 

  • w-tbird
  • w-flickr
  • Twitter Clean
  • Flickr Clean