OS JOGOS E O LIMITE DA COMPULSÃO


Existe um estudo com crianças chinesas, que já deslumbra que, a cada 5%  destas crianças, 1% poderá desenvolver um transtorno, sobre o vício que estes games provocam.

Apesar de ainda ser uma possibilidade a se pensar, faça um cálculo básico de quanto tempo seu filho tem ficado na frente de uma tela, com pouca ou nenhuma interação social.

Perceba a dificuldade que, as crianças enfrentam quando "castigadas" e seus celulares, tablets, ou computadores lhes são tirados.

Muitos destes jogos têm uma temática que, foge do que seria explorado em cada faixa etária

Será que você como pai, ou mãe tem conseguido colocar limites, para ter uma dosagem certa de, quanto estar sempre conectado, pode afetar a desenvoltura das crianças em seus ambientes sociais? É necessária a comunhão de alguns valores, que quando nos fechados, apenas na frente de uma tela, onde tudo é possível o interagir e trocar com o outro, perde sua graça. 

Qual o período ideal? Esta fórmula, ainda não foi inventada,  mas será que não seria interessante uma bela observação, para um diálogo, onde seja possível compreender, o que a criança tanto busca neste mundo fantasioso, que não possa ser trabalhado no mundo real junto com as demais pessoas?

  • Twitter Clean
  • Flickr Clean