RELACIONAMENTOS
 

 

Quando pensamos em relacionamentos, sempre associamos, com aspectos positivos. O tão sonhado: felizes para sempre!

 

 

Quando devemos perceber que algo não vai bem?

Quando vamos falar sobre relacionamentos de verdade? Relacionamentos que, aprisionam e que, escravizam?

Porque milhares de pessoas se submetem a viverem infelizes e insatisfeitas?
Porque tornar o  sofrimento em algo rotineiro?

Muitas vezes detectamos esses sinais nos relacionamentos alheios. O marido que, dita, qual roupa a mulher deve usar. A esposa que fiscaliza as ligações do celular.
Mas será que não estamos adoecendo e tornando essa maneira vigilante de ser em algo do senso comum?

Precisamos refletir sobre a autoestima. Como mantê-la firme e segura, com tanta oferta no mercado dos relacionamentos?

Como podemos confiar e nos sentir seguros com sentimentos tão voláteis?

Precisamos refletir sobre qual, tipo de relação queremos manter, porém precisamos analisar, que comportamento adotamos e o resultado das nossas escolhas.
Temos mulheres saturadas da cobrança insistente dos seus parceiros por sexo e homens cada vez mais carentes, associando carinho apenas ao ato em si.
A terapia permite uma reflexão sobre os aspectos que, vamos jogando embaixo do tapete e que nos faz repetir constantemente nossos erros.

Na próxima vez, em que o seu parceiro falhar perante aos seus olhos intérprete o quanto você contribuiu para o fracasso de vocês. 

Nunca é tarde para se rever, nunca é tarde para aprender mais sobre você.

  • Twitter Clean
  • Flickr Clean